MÁGICO BARCELOS

OCB SEMPRE! O ORGULHO DE BARCELOS!

domingo, outubro 08, 2006

BALANÇO DA ÉPOCA 2005-06 – OC BARCELOS - PARTES 4 5 e 6

Com a nova época a começar, termina agora então o balanço que o Mágico Barcelos fez da época passada do Óquei de Barcelos.
---
PARTE 4/6: Análise aos Jogadores:



Ginho (GR) – Peça essencial da equipa, foi um dos melhores jogadores do campeonato e exibiu uma regularidade invejável. Foi quem salvou a equipa em muitos jogos com excelentes intervenções. Convocado para o Campeonato da Europa.

Jorge Correia (GR) – Pouco utilizado.

Tiago Rafael – Defesa da equipa, titular indiscutível na fase final. Saltou do banco do início da época para a titularidade, roubando espaço a Bruno Mendes. Autor de 15 golos. Vê recompensada a sua boa prestação com a convocatória para o Campeonato da Europa, onde a selecção alcançou o 3º lugar.

Bruno Mendes – Partilhava com Tiago Rafael o 2º lugar na defesa. Cumpriu o seu papel de forma segura e discreta. Foi perdendo espaço para Tiago Rafael na fase final. Abandonou a modalidade no fim da época.

Joel Coelho – Capitão da equipa, soube liderá-la com garra e competitividade, dando sempre o seu máximo. 15 Golos. Eleito melhor jogador da época da equipa numa votação realizada pelo Blog Mágico Barcelos aos seus visitantes.
Joel Coelho e Nuno Félix

Miguel Soares, Hélder Martins e Arnaldo Queirós – Pouco utilizados.

Tó Silva – Avançado de qualidade indiscutível, essencial ao sucesso do Barcelos. Melhor marcador da equipa com 44 golos. O próprio companheiro Caio em entrevista ao Mágico Barcelos, referiu que nunca tinha visto alguém com a veia goleadora de Tó Silva. Sai para o Benfica.

Nuno Félix – Outro avançado importante para o Barcelos, também um dos melhores jogadores da equipa. 26 Golos.


Caio – Contratado para substituir Payero, mostrou ser um jogador de excelente qualidade, tendo marcado um total de 35 golos em toda a época. Esperemos que continue a demonstrar a sua veia goleadora.

Martin Payero – Saiu no Inverno. A equipa ressentiu-se da sua perda: era claramente o jogador que mais se destacava na equipa. Ainda marcou 12 golos antes de rumar ao Liceo da Corunha.
---
PARTE 5/6: Jogos entre os rivais (4 primeiros classificados):


É nos confrontos com os adversários directos que o Barcelos deixa muito a desejar. Fazer apenas 9 pontos em 36 possíveis é muito pouco e estas diferenças abismais nos confrontos directos confirmam-se na tabela final do campeonato: Porto e Benfica têm enorme vantagem sobre Benfica e Barcelos respectivamente. O Barcelos venceu apenas 2 jogos, contra o Benfica, 1 em casa e outro fora, um na 1ª fase e outro na 2ª. Não vencer qualquer jogo frente ao rival minhoto Viana é decepcionante. De notar que 3 das 4 derrotas contra o Porto foram pela diferença mínima, o que nota que apesar da qualidade dos portistas, o Barcelos sempre lutou pela vitória.

---
PARTE 6/6: Camadas Jovens






Partes 4, 5 e 6 de 6 partes do Balanço da Época 2005/06 do OC Barcelos.
Blog Mágico Barcelos.